15.2.11

tudo o que eu te dou, tu me dás a mim










« eu não sei, que mais posso ser. um dia rei, outro dia sem comer. por vezes forte, coragem de leão ás vezes fraco assim é o coração, eu não sei, que mais te posso dar. um dia jóias noutro dia o luar. tudo o que eu te dou, tu me das a mim, tudo o que eu sonhei, tu serás assim. tudo o que eu te dou, tu me das a mim e tudo o que eu te dou »


por mais que quisesse ser, um sopro no teu ouvido, um suspiro sem dono. serei apenas aquela que não acordou,  que se deixou ficar. sem ponta por onde arder, de uma chama vazia, faço fogo para sempre. serei aquela que não acordou, que agora quer voltar.

sabes muito bem que sempre que precisas-te eu estava lá para te apoiar, fosse no bem ou no mal e nunca disse não! sei que até posso ter errado e a nossa amizade diminuído, mas não te esqueças que sempre que pude nunca te deixei ficar mal, por isso também espero o mesmo de ti, porque tudo o que eu te dou, tu me dás a mim.

4 comentários:

remall disse...

porque você é tudo....
terra, fogo,água, ar.
porque juntas somos o mundo.
porque na amizade tudo tem que se dar.

Viagem Sem Retorno disse...

Gostei...

Aproveito para deixar o endereço do meu blog http://viagemsemretorno.blogspot.com/

Bianca Pessoa disse...

mudei o url do blog, agora encontro-me em http://followyourheartwithoutlookingback.blogspot.com/

CatarinaRaquel disse...

adorei *-*