18.11.10


eu não me importo, eu não me importo nem um pouco. é como tu fosses um balanço e eu a criança que cai. como nós discutimos, chegamos a vias de facto. não, eu não acredito em ti, quando dizes 'dela, eu já nem quero saber'. é melhor nem te lembrar de quando disseste que íamos ficar para sempre juntos. não, eu não acredito quando dizes que não precisas mais de mim. eu não me importo, continuo sem me importar nem um pouco. é como um desses pesadelos. quando não se consegue acordar, parece que desistis-te podes ter tido o suficiente, mas e eu? então? não fiques ai parado a ver-me cair, porque eu não me importo nem um pouco.

Um comentário:

Mariana disse...

percebo bem o que estás a sentir :s