30.8.10

nós

penso como seria se estivesses sempre a meu lado, como seria se te pudesse abraçar sempre que me apetece-se. chego á conclusão que se chegasse-mos a esse ponto muita coisa mudaria neste momento, como por exemplo a tua maneira de ser e por vezes a minha. olho em volta e vejo que ninguém é como nós, aliás, nós não somos como ninguém. olho e reparo como somos tão diferente, olho e observo como tudo é tão fácil, mas nós complicamos. sempre pensei que pudesse ser feliz contigo, mas em certos momentos pensei como tu és tão diferente de mim. penso, olho, reparo, observo, de que vale se tu nem estás aí? ao menos se eu pudesse dizer que tu pensas o mesmo que eu, mas não é por aí,  lyou.

Nenhum comentário: